segunda-feira, junho 14, 2010

Caras de Pau se apresenta em Congresso Nacional de DST



MATO GROSSO DO SUL será representado pelo Grupo Teatral Caras de Pau no VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE PREVENÇÃO DAS DST E AIDS, que ocorre de 16 a 19 de Junho em Brasília-DF. O grupo participou de uma seleção nacional e foi indicado para levar a experiência em arte-educação e saúde que realiza há mais de dez anos no MS. A apresentação ocorre na sexta-feira, dia 18/06, as 17h30, no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, na programação do Congresso.
A peça teatral “Prevenção é a Solução” é um conjunto de esquetes, onde três atores encenam aproximadamente 20 personagens, com linguagem acessível e cômica. Situações como a de Amélia, uma senhora que contrai DST e pensa ser apenas uma “coceirinha”, a intervenção do Dr. Bráulio Bolesovisk e da Dra. Eva Gina, que interagem com a platéia abordando a temática. A peça é marcada por cenas alegres e interação com o público através de frases, perguntas e muitas músicas, de vários ritmos, que tornam a apresentação uma verdadeira aula/palestra de forma irreverente e produtiva. O elenco é formado pelo ator e jornalista Eduardo Romero, a dramaturga e atriz Thathy D’ Meo; e o músico e jornalista Elânio.
Breve histórico do grupo
O grupo Caras de Pau, desde 1996, desenvolve peças teatrais educativas com temas diversificados. Participa em movimentos de DST/AIDS desde o ano de 2001, realizando apresentações e oficinas de arte-educação, em parceria com órgãos de saúde tem levado essa experiência para diversos estados Brasileiros. Em 2005 desenvolveu oficinas e apresentações em Moçambique-África. “O teatro é um disparador temático promotor de transformações sociais”, defende o diretor Eduardo Romero.
Histórico do congresso
A resposta brasileira na luta contra a Aids, nas últimas três décadas, fez do país referência mundial. Três décadas depois da primeira notificação de Aids, em 1983, o Brasil tem desenvolvido políticas públicas que buscam a universalidade de acesso a medicamentos e a insumos de prevenção, como a camisinha. Pesquisa sobre o comportamento sexual do brasileiro, divulgada pelo Ministério da Saúde em junho, mostra que quem já pegou preservativo de graça tem duas vezes mais chances de usar que aqueles que nunca pegaram. E em 2009, a distribuição atingiu número recorde: foram 465,2 milhões de camisinhas oferecidas gratuitamente para a população das cinco regiões brasileiras.
Para aumentar a eficácia das ações de prevenção, pesquisadores e militantes da sociedade civil reúnem-se para trocar experiências, estatísticas e informações. O primeiro Congresso de Prevenção das DST e Aids ocorreu em 1996, ano em que se instituiu a política de acesso universal ao tratamento da Aids no Brasil. A cada edição, o encontro ganha destaque como fórum de debates sobre Aids e outras DST no Brasil. Suas proposições influenciam a formulação de políticas públicas, ao discutir as tendências da epidemia de Aids, direitos humanos e as ações locais construídas no âmbito da resposta brasileira e progressivamente, o fortalecimento do SUS.
Saiba mais: http://sistemas.aids.gov.br/prevencao2010

2 comentários:

Jorge Anderson disse...

O gosto de fazer arte

Cecilpaiva disse...

deve ter sido o maior sucesso.. abs