sábado, novembro 11, 2006

VOLTA AO TEMPO

Hoje voltei ao tempo;
revi pessoas e coisas,
relembrei momentos...

Respiro. Reviro-me de um lado para outro. Sensação de desconforto. Em consciência nada me importuna. Mas há uma sensação de nostalgia. Tenho lido e ouvido as histórias do lugar, das brigas contra a injustiça social e da busca de sonhos (como a reforma agrária). Conheço por relatos e textos o Josimos (Pe. morto por defender os excluídos); tomo ciência do exemplo da quebradeiras de côco (mulheres que se associaram pela sobrevivência); da guerrilha do Araguaia (camponeses pela reforma agrária, brutalmente assassinados); me contorço. Não há conformidade.
Latente em mim pulsa algo que não sei definir, mas que me deixa fora do "normal". Emotivo. Pasmo e ao mesmo tempo com vontade de fazer algo. Não sei o quê, nem como como.
Me dá saudades, me dá raiva, me dá alegria. Me faz respirar profundamente ( no ar e na história). Fica a certeza: algo me incomoda e, é como se fosse um vulcão em processo de aquecimento. Podendo entrar em erupção ou até mesmo adormecer mais tempo. Não tenho respostas, e nem ação. Mas sei que hora ou outra entederei algo, "a ficha cairá" e poderei compreender o que agora nem faço idéia... Por enquanto recorro a respiração e essas anotações como alívio paliativo...

12 comentários:

Gilberto Júnior disse...

roda, roda, roda e avisa...
qto sentimento, qta emoçaum num blog só.
de fato eh a realização de um sonho, uma conquista q pode virar um livro, mas....
ond está o coração... naum encontrei co-ra-çaum por aki.
história sem romance eh novela sem bju na boka.
conta tudo rapá!
té +
um minuto pros comerciaaaais!

Maria Irene disse...

Oi, amigo. Saudades de vc! Que bom que está tudo correndo bem. Você tá tendo uma experiência e tanto, hein? Realizando um sonho q muitos sonham, mas não têm coragem de pôr em prática. Cada dia te admiro mais. Coragem, e precisando vc sabe q é só ligar. Beijão

Anônimo disse...

Figura... eu não sabia como mexer neste trem...
E as passadas pelas terras devem ter muita história de vida para contar. Estou com saudades de você... saudades das nossas risadas! Muita saúde e perseverança... Fique bem e com Deus... Beijocas! Vanessa Freitas

clébão disse...

fala fio, cuidado com as br's hein??? um abraço mano!!! tô com saudade, boa noticia a possibilidade de te ver no natal!!!
quem disse q papai noel não exite?? pelo menos pra mim ele me esse amigão de presente!!!
FIRMEZA AÍ NA ATIVIDADE IRMÃO!! UM SALVE PRA TODOS Q VC ENCONTRAR!!!

Elanio Rodrigues disse...

Caro Eduardo!!!
Finalmente li o Blog, desculpe a demora mas minha viagem também está bem agitada... rsrsrs
São Paulo é uma salada de mundos, isso me da alegria e as vezes uma ponta de tristeza. É como nosso Brasil, é como o Girobrasil.
Forte abraço e sempre boa viagem.

Anônimo disse...

Oiiiii amoreee...

Ah.. saudades!!!.. essa doce e triste palavra é a expressão maior do enorme sentimento q nutro por vc nesse momento!!
Meu doce amigo.. acho que compreendo o que vc sentia em teu desabafo.. mas tenho sempre uma reflexão de vida: "Tudo vale a pena, mas nem tudo vale a pena!".
Quando estive no japão tinha sonhos e planos, vivi-os em intensidade, mas só me senti realmente feliz quando voltei pro meu mundo, meu país, minha cidade, meus familiares e amigos.
.. A felicidade está onde você sente que nada mais te faz falta!!

Te amooo meu amigo! Que Deus te ilumine todos os dias.

Beijos

Eliane Leão

Jean Peverari disse...

Nenhum passo é dado adiante, sem antes ter deixado o rastro para trás.
Nenhum momento se faz, sem os segundos que o antecederam.
Nenhum ser humano sobrevive, sem que carregue consigo sentimentos verdadeiros.
Nehuma vivência vale a pena, sem que haja uma história pra contar.
Seus textos estão ótimos, com conteúdo, cheios de vida, parabéns!!!
Saudades/Forte Abraço

cleber dias. disse...

fala fio!!!
saudade cara!!!
a vida corre!!! zum!!! final do 1° ano da facul...feliz! muito feliz.
ficarei ainda mais qdo te ver. abraço! salve!

Thiago Fraga disse...

Meu jovem,
tá cada vez melhor, daria um livro...hehehe, eu sei, eu sei. Força e te cuida!
Grande abraço!

Anônimo disse...

As vezes somos tidos como loucos por escolher-mos sair mundo afora colhendo impressões,conclusões pra falar a verdade vivendo mesmo, sentindo o que as vezes só vemos pela tv....é amigo que bom que você existe só assim mais pessoas saberão que cara tem nosso Brasil por trás da maquiagem de emergente...

Meu abraço,preces e gratidão ilimitada...

Luciano Antero disse...

Duduca Dum!
Meu amigo aventureiro.
Sua saga esta muito interessante. Tento imaginar tudo que você tem pra contar dessa viagem e ainda não colocou em publicidade.
Fico feliz pelos seus planos de retornar para as festas.
Torcendo por você!
Um abraço, garoto!

luzdoluaremversoseprosa disse...

É a respiração é mesmo o que ajuda definir nossas emoções quando muitas vezes nos faltam as palavras para definir nossas angústias e outros sentimentos...aí a associamos ao ato de escrever para aliviar.